IMEA - Colheita chegando ao fim, e o aumento no volume de soja disponível, o esmagamento começa a ganhar força em MT

IMEA - Colheita chegando ao fim, e o aumento no volume de soja disponível, o esmagamento começa a ganhar força em MT

24 de março, 2020

No último dia 15 de março completou um mês que o acordo comercial entre os EUA e a China entrou em vigor, porém os embarques não estão fluindo como a expectativa. Os dados até o momento revelam que a soma dos embarques norte-americano para o país asiático em fevereiro e março, que totalizam 678,91 mil toneladas, não chega a atingir os embarques apenas de janeiro, que somaram 2,32 milhões de toneladas, fato atípico para este período.

O motivo é simples: com o pânico global pelo Covid-19, as bolsas despencaram, o que ocasionou uma forte desvalorização das commodities, consequentemente da soja em Chicago, e das moedas emergentes, o que acabou favorecendo a competitividade da soja brasileira.

Com este cenário, o anúncio de medidas político-econômicas para conter o avanço e os impactos da pandemia será um dos fatores determinantes para a essa competitividade, e o mercado segue atento a isso.

Confira os principais destaques do boletim:

• O preço da soja em Mato Grosso finalizou a última semana com média de R$ 79,75/sc, aumento de 2,77%. Apesar da forte queda em Chicago, o câmbio e a demanda seguem dando sustentação a soja brasileira.

• Com a pandemia do novo Covid-19, o mercado de commodities segue afetado. Dessa forma, o contrato corrente da soja em Chicago apresentou baixa de 3,48% ante a semana passada, média de US$ 8,35/bu.

• A demanda chinesa está concentrada na soja sul-americana, fazendo com que o prêmio portuário para Santos – SP apresentasse alta de 21,97% na última semana.

• A incerteza do mercado quanto aos impactos pelo Covid-19 segue afetando as bolsas e os países emergentes, com isso, a moeda norte-americana fechou com média semanal de R$ 5,05/US$, alta de 6,12% ante a semana passada.

Esmagamento em alta:

Com a colheita chegando ao fim, e acompanhando o aumento no volume de soja disponível, o esmagamento começa a ganhar força em MT. De acordo com o levantamento realizado pelo Imea, no mês de fevereiro foram esmagadas 889,73 mil toneladas, alta de 11,56% em relação ao mês de janeiro.

Quando comparado com o mesmo período do ano passado (fev/19), esse volume representa um acréscimo de 4,22%. Além da entrada da safra, o que pode pautar esse desempenho são os preços do óleo e farelo de soja no Estado, que no comparativo anual apresentaram uma elevação de 38,10% no preço do óleo e de 19,36% no preço do farelo.

Essa alta é justificada pela valorização do câmbio no período, aliado a demanda firme principalmente do mercado interno. A perspectiva para 2020 é de volumes próximos do observado no ano passado, contudo o cenário para os próximos meses é incerto, dado a atual situação de pandemia global do Covid-19.

Fonte: Imea Foto: Divulgação

 

Comente pelo Facebook

Proluv
Top