AGROLINK - Tratamento de semente pode controlar nematoides

AGROLINK - Tratamento de semente pode controlar nematoides

02 de abril, 2020

As plantas provenientes das sementes tratadas com nematicida possuem uma menor infecção por essa praga de solo, aponta a Barenbrug. Ao utilizar as sementes de forrageira tratadas com nematicida microbiológico durante a cultura de cobertura, diz a empresa, espera-se um incremento da população destes microrganismos na rizosfera, região das raízes das plantas forrageiras.

“A utilização do nematicida, consequentemente, causará um aumento da atividade microbiológica na região e, por tal, tem-se competição por espaço, predação de ovos, e redução na capacidade de multiplicação da espécie de nematoide Pratylenchus brachyurus”, explica a Barenbrug.

A prática favorece as culturas subsequentes, não apenas em relação a população do nematoide como a estrutura física do solo. Isso por meio de maior volume de raízes produzidas dentro do perfil do solo, que após a dessecação da forrageira permanecerão no local e serão submetidas ao processo de decomposição. Esta, por sua vez, favorece a fertilidade do solo colaborando para a ciclagem de importantes nutrientes para a produção da lavoura.

Em função disso, a Barenbrug incluiu o nematicida microbiológico em sua tecnologia de tratamento de sementes Yellow Jacket. O produto já continha fungicida, inseticida, bioestimulantes e micronutrientes, e tem o objetivo de promover um rápido e seguro estabelecimento da forrageira no campo, pois protege as plântulas durante o desenvolvimento inicial, e possibilita antecipar o primeiro pastejo.

“O uso do nematicida microbiológico no tratamento de sementes das culturas de cobertura é uma ferramenta a mais para o produtor, durante o período entre safras, incrementar a capacidade produtiva natural dos solos”, esclarece o Engenheiro Agrônomo e Coordenador de Desenvolvimento Tecnológico da Barenbrug, Paulo Ramalho.

Fonte: Agrolink Foto: Nadia Borges

Comente pelo Facebook

Proluv
Top