AGROLINK - Soja travada sem confirmação de compra chinesa

AGROLINK - Soja travada sem confirmação de compra chinesa

26 de fevereiro, 2019

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (25.02) alta de 1,50 ponto no contrato de Março/19, fechando em US$ 9,1175 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 1,25 e 1,50 ponto.

Os principais contratos futuros abriram a semana com leves altas no mercado norte-americano da soja, com um dia cheio de notícias negativas pressionando as os preços. “As cotações da soja abriram mais forte, mas foram perdendo força ao longo do dia depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou que vai estender o prazo de negociação com a China”, ressalta o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Fernando Pacheco.

“O ritmo dos chineses não é o mesmo dos norte-americanos. O Secretário, Sonny Perdue, do USDA, disse que as compras chinesas de 10 milhões ‘iriam ocorrer no curto prazo’. Mas curto prazo para os norte-americanos é uma coisa, e para os chineses é outra”, afirma Pacheco.

“Foi dito expressamente pelo mercado que ‘nada de concreto aconteceu até hoje’, e isso foi decepcionante para os agentes norte-americanos, que ficaram desapontados. Agora o novo prazo para a compra deste grande volume é ‘esta semana’. Além disso, os americanos fizeram as contas (como nós também tínhamos feito na sexta-feira) e chegaram à mesma conclusão que nós: que essa compra de 10 MT não seria suficiente para reduzir significativamente os estoques americanos que, mesmo depois delas, ainda ficariam mais altos que a média os estoques finais das duas safras anteriores”, conclui.

Fonte: Agrolink/Leonardo Gottems Foto: Divulgação

Comente pelo Facebook

Proluv
Top