AGROLINK - Soja tenta reagir, mas fraca demanda segura alta nos EUA

AGROLINK - Soja tenta reagir, mas fraca demanda segura alta nos EUA

07 de abril, 2020

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na segunda-feira (06.04) alta de 1,25 ponto no contrato de Maio/20, fechando em US$ 8,555 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT fecharam a sessão com valorizações entre 1,25 e 2,75 pontos.

Os principais contratos futuros abriram a semana com ligeiros ganhos no mercado norte-americano, com exportações fracas limitaram os ganhos. “O mercado de soja reverteu as perdas da manhã e terminou com um sinal positivo. Enquanto isso, a ausência de novas compras da China para os EUA mantém o mercado condicionado”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

“No Brasil, enquanto uma campanha recorde é descontada, uma consultoria reduziu a sua projeção para 123,8 milhões de toneladas, em consonância com ajustes de outros consultores, devido à seca na Região Sul”, acrescentam os analistas da T&F.

O relatório de Inspeções de Exportação do USDA registrou que 296,64 mil tons de soja foram exportados na semana encerrada em 02 de abril. Isso é uma queda semanal de 28% e está 66,5% abaixo da mesma semana do ano passado. Os embarques acumulados ainda estão acima do ritmo do ano passado, já que 31,89 MT de soja foram enviados até agora neste ano comercial, em comparação com 30,18 MT nesta época do ano passado.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, mais uma semana se inicia com baixo volume de negociações em Chicago: “Em meio à euforia especulativa, a falta de clareza no horizonte reprime o apetite ao risco para fundos de gestão ativa (especulativos). Nestas últimas semanas, a posição líquida dos contratos em aberto da CBOT tem oscilado com pouca intensidade. Em outras palavras, não há uma tendência clara para ser tida como ponto de investimento em commodities agrícolas".

Fonte: Agrolink Foto: Divulgação

Comente pelo Facebook

Proluv
Top