AGROLINK - Soja mais alta e milho em leve baixa em 2021/22: USDA

AGROLINK - Soja mais alta e milho em leve baixa em 2021/22: USDA

23 de fevereiro, 2021

Os produtores dos Estados Unidos devem plantar soja “até em vasos”, e mesmo assim o preço deve continuar alto na safra 2021/2022, projeta o USDA (Departamento de Agricultura dos EUA). De acordo com Seth Meyer, economista-chefe do órgão oficial norte-americano, os preços da soja em 2021/22 seriam mais altos do que os presentes no ciclo atual.

“Dada a demanda internacional sustentada e os estoques apertados, projetamos que os preços da soja permanecerão altos”, disse o executivo do USDA no Agricultural Outlook Forum da última semana, recupera o portal Valor Soja. Meyer acrescenta ainda que “o preço da soja também será apoiado pela forte demanda doméstica nos EUA e pelo crescimento da produção de biodiesel”.

Para o milho, Meyer disse que os preços podem diminuir ligeiramente na temporada 2021/2022 a partir de uma recomposição de estoques globais como produto de boas colheitas em condições climáticas normais. O USDA projetou que a área combinada de soja e milho a ser plantada este ano nos EUA atingiria um recorde de 73,6 milhões de hectares (M/ha).

O maior crescimento seria registrado pela soja, com uma área esperada de 36,4 M/ha, número 2,7 M/ha maior do que em 2020. Para o milho, a estimativa é que a área nos EUA suba cerca de 400.000 hectares este ano para 37,2 M/ha. “Em geral, uma crescente demanda global por dietas mais variadas e o aumento do consumo de proteínas animais e vegetais continua a estimular a demanda por cereais forrageiras e soja”, concluiu o funcionário do USDA.

Fonte: Agrolink Foto: Divulgação

 

 

 

Comente pelo Facebook

Proluv
Top