AGROLINK - O futuro do algodão em Dia de Campo virtual

AGROLINK - O futuro do algodão em Dia de Campo virtual

09 de junho, 2020

Safra a safra, os cotonicultores baianos vêm se destacando pela adoção de tecnologia no campo, atingindo maiores índices de produtividade e qualidade da pluma. Com o final do ano safra 2019/20 se aproximando, o Estado já registra números recordes dentro da série histórica de produção da fibra. Neste cenário, visando apoiar os produtores da Bahia a manter esse importante diferencial competitivo, a Bayer promoverá, no próximo dia 9 de junho, às 18h, um dia de campo online que abordará o futuro da cultura do algodão, na página do Facebook de Bollgard.

Com a participação do Gustavo Pazzetti, professor da Faculdade de Agronomia da Universidade de Rio Verde (GO), durante a live "O futuro do algodão - Dia de Campo Bollgard", os cotonicultores poderão tirar dúvidas sobre o avanço da Pesquisa e Desenvolvimento de biotecnologias para o cultivo, os desafios do setor e as variedades que estão performando com excelência nas lavouras da Bahia. Além disso, o evento proporcionará aos agricultores viverem a experiência dos tours de campo pelo computador.

Segundo Rafael Mendes, líder da área de sementes para algodão da Bayer, a empresa, este ano, conquistou a preferência dos agricultores com variedades com a tecnologia Bollgard II RR Flex™. "Alguns números reforçam esta posição, os estudos da AMIS/Kleffmann e da BIP/Spark mostram que, nas últimas safras, os produtores que utilizaram a biotecnologia da Bayer atingiram uma produtividade, em média, de 12 arrobas de plumas a mais por hectare. Gerando um potencial de ganho de 309 dólares por hectare, somente em produtividade e rendimento de fibra".

A Bollgard II RR Flex™ é parte da estratégia da Bayer para o manejo de insetos na cultura do algodão e traz para o cotonicultor proteção contra os danos causados pelas principais lagartas da cultura, como: falsa medideira, curuquerê, lagarta rosada e lagarta da maçã.

No que tange o controle de plantas daninhas, o produtor tem a flexibilidade para usar o glifosato em seu manejo, uma vez que biotecnologia é tolerante a este herbicida. Trata-se, portanto, de uma solução que protege e potencializa a produtividade do cotonicultor brasileiro.

Aberto aos profissionais do setor e para agricultores interessados, este é o primeiro dia de campo online para algodão realizado pela empresa. Uma segunda edição do tour de campo virtual já está agendada dia 17 de junho, essa será destinada aos cotonicultores de Mato Grosso.

Quando

Data: 9/6 - O futuro do algodão - Dia de Campo Virtual Bollgard - Edição Bahia
Horário: 18h, na página do Facebook de Bollgard.

Fonte: Agrolink Foto: Divulgação

 

Comente pelo Facebook

Proluv
Top